Shakespeareana

(redirected from Shakespeariana)

Shake·spear·e·an·a

or Shake·spear·i·an·a  (shāk-spîr′ē-ăn′ə, -ä′nə)
n.
A collection of items by or relating to Shakespeare.
American Heritage® Dictionary of the English Language, Fifth Edition. Copyright © 2016 by Houghton Mifflin Harcourt Publishing Company. Published by Houghton Mifflin Harcourt Publishing Company. All rights reserved.

Shakespeareana

(ˈʃeɪkˌspɪərɪˈɑːnə; ʃeɪkˌspɪər-)
pl n
(Literary & Literary Critical Terms) collected writings or items relating to Shakespeare
Collins English Dictionary – Complete and Unabridged, 12th Edition 2014 © HarperCollins Publishers 1991, 1994, 1998, 2000, 2003, 2006, 2007, 2009, 2011, 2014
Mentioned in ?
References in periodicals archive ?
Il dato di cronaca, quindi, interviene per inserirsi nel tradizionale rapporto tra Napoli e la terra d'Albione che dai tempi di Lady Hamilton aveva visto l'ultimo episodio nella traduzione in napoletano de La tempesta shakespeariana da parte di Eduardo.
A proposta da imagem e referencia a cena shakespeariana, partindo da analise do diretor polones Jan Kott (1914-2001), que via nas tragedias do bardo ingles um infalivel e subjacente mecanismo de conquista e usurpacao de poder.
Aqui tambem se trata do mesmo jogo: como a obra shakespeariana se refere a cronica de Holinshed e, ao mesmo tempo, como Shakespeare vai misturar, em sua representacao do evento, varios momentos historicos totalmente separados.
During his period overseas, he worked as a foreign correspondent for the magazine La Vita Letteraria, writing the column "Nel mondo letterario Americano." He provided news on American cultural life; for example, in September 1907, he reviewed a book by Arturo Symons on William Blake and commented on the release of the "biblioteca Shakespeariana," calling it "l'avvenimento letterario piu importante di quest'anno a New York." (13) Alberto Tarchiani settled in the city, working for a bank, later collaborating with the newspaper Il Cittadino and returning to Italy to fight in World War I.
O estudo reflete sobre o ensino de lingua inglesa, por meio da literatura shakespeariana. Do ponto de vista dos autores, a medida que se introduz a literatura como recurso pratico, observa-se um avanco significativo na aprendizagem dos alunos, uma vez que eles conseguem estabelecer finalidades cotidianas para o uso da lingua.
Ofelia, na dramaturgia Shakespeariana, e uma heroina tragica, um mito que divaga entre corrupcao dos homens, as cancoes obscenas que entoa como forma de resistencia e os cenarios sombrios de seu entorno--para tornar-se, no universo da visualidade, lembranca imagetica recorrente, desde Millais (1851-52) ate a contemporaneidade.
O autor, ao escrever que a "mais sordida pelada e de uma complexidade shakespeariana" (A sombra 103), sugere ou ao menos autoriza a aproximacao entre imaginarios literarios e "boleiros." O Nelson Rodrigues das cronicas, para quem um gol de bicicleta de Leonidas "so pode ser descrito no largo e calido tom homerico," fazia referencias a personagens de Fyodor Dostoyevsky e Charles Dickens, e comparava uma escalacao do time do Fluminense a um soneto do Olavo Bilac.
La posibilidad de critica, analisis y reflexion hicieron que la obra shakespeariana se convirtiera en un compendio de experiencias reales y significativas para cada aprendiente.